preloader
  • Home
  • Projeto de Graduação

Para obter o título de Engenheiro o aluno do curso deve defender perante uma banca de professores sua monografia de fim de curso. Nesta página você encontra orientação sobre este importante evento na sua carreira.

O que é o Projeto de Graduação?
Projeto de Graduação é qualquer trabalho individual, de elevado nível de conteúdo técnico, nos diversos setores da Engenharia de Sistemas e Computação, desenvolvido por aluno do DESC e elaborado de acordo com as normas estabelecidas.
Devo estar inscrito em alguma disciplina para defender meu projeto?

Para defender seu projeto, o aluno deve estar matriculado na disciplina Projeto de Graduação XI-B, esta disciplina tem como pré-requisito a disciplina Projeto de Graduação XI-A, que por sua vez exige que o aluno tenha cursado pelo menos 170 créditos do curso.

Estas disciplinas têm um Coordenador, que é um professor do DESC, apoiado por um Conselho de Projetos de Graduação. O Conselho de Projetos de Graduação é formado pelo Coordenador, pelo Chefe ou Subchefe do DESC e mais um professor do DESC.

Como escolher um tema?

Você deve escolher um tema de acordo com suas preferências e habilidades. É importante que seja algo com o qual você gostaria de trabalhar no futuro. Além do mais, este tema vai te acompanhar por duas disciplinas até a defesa final. É melhor que seja algo que você goste.

Se você não tem ideia do que fazer, pode procurar um professor do departamento e perguntar se ele tem algum projeto que você poderia participar.

Os temas dos projetos de graduação devem estar inseridos num dos seguintes contextos:

  • Pesquisa científica;
  • Pesquisa tecnológica:
  • Desenvolvimento tecnológico dirigido.
Quem pode ser o orientador?

Cada aluno elaborará o seu Projeto de Graduação, desenvolvendo um tema sob orientação, que deverá ser exercida preferencialmente por professores do DESC, sendo eventualmente admitidos professores de outros departamentos ou outros profissionais como co-orientadores ou consultores, a critério do Coordenador.

O aluno deve discutir o andamento do projeto com o orientador com frequência, no horário e local determinados junto ao orientador. O Coordenador manterá contato permanente com os orientadores, acompanhando as atividades e auxiliando na solução de eventuais problemas, devendo encaminhar ao Chefe do Departamento o que julgar necessário.

Qual a duração do Projeto?

A duração dos trabalhos será de 2 períodos: 1 período para Projeto de Graduação XI-A e 1 período para Projeto de Graduação XI-B. O Coordenador de Projeto poderá, entretanto, autorizar em casos excepcionais, por solicitação do Professor Orientador, prazos mais dilatados para o Projeto de Graduação XI-B.

Os temas de projeto terão validade de 1 ano e meio, após a entrega do Anteprojeto. Caso o projeto não tenha sido defendido dentro deste prazo, o Orientador fica desobrigado de suas atribuições perante o aluno. Este deve buscar novo tema, quando necessário, novo Orientador e apresentar novo Anteprojeto ao Coordenador.

Para que serve a disciplina Projeto XI-A?

Na disciplina Projeto de Graduação XI-A você começa efetivamente seu trabalho de final de curso. O professor da disciplina, que não é necessariamente seu orientador, vai te pedir um anteprojeto. Este anteprojeto deve ser assinado por seu orientador comprovando que ele está de acordo em te orientar nesse trabalho.

Ao final do período de Projeto XI-A você deverá apresentar um seminário a uma banca composta do professor da disciplina de Projeto XI-A, seu professor orientador e qualquer outro professor do departamento. Neste seminário você deverá apresentar seu avanço no desenvolvimento do trabalho e o quanto do cronograma foi cumprido.

A banca deverá indicar uma nota desse seminário e vai refletir se você cumpriu o cronograma proposto no ante-projeto e sua real evolução no trabalho. Também será avaliado se você será capaz de terminar seu projeto no tempo correto, dado pela disciplina Projeto de Graduação XI-A. Você precisa obter nota superior ou igual a 5 para ser aprovado na disciplina.

O que é o Anteprojeto de Graduação?

No anteprojeto você deve explicar em que consiste seu trabalho e qual a metodologia que você vai usar para alcançar seus objetivos. Você também deve fornecer um cronograma de seu projeto, para os meses seguintes até a defesa, incluindo o tempo de projeto de Graduação XI-B. Você deve ser realista nesse cronograma, colocando prazos factíveis, pois será cobrado de acordo com ele, no seminário da disciplina, ao final do período,

O Anteprojeto não possui padronização, mas recomenda-se que ele possua as seguintes informações:

  • Nomes do aluno (com email e telefones) e do orientador;
  • Assinatura do orientador;
  • Introdução(opcional);
  • Justificativas e Objetivos;
  • Metodologia;
  • Especificações Básicas (opcional);
  • Etapas (opcional);
  • Cronograma; e
  • Bibliografia.

O Coordenador de Projeto de Graduação disporá de cinco dias úteis para apreciação das propostas. O aluno que tiver a sua proposta considerada inadequada disporá de um prazo de cinco dias úteis, após a divulgação da resposta do Coordenador, para adequá-la e reapresentá-la.

Existe algum modelo para o anteprojeto?
Sim, claro, apesar de não ser obrigatório, você pode usar este modelo para fazer seu anteprojeto: anteprojeto.doc.
Como é o Seminário de Projeto de Graduação?

Todos os alunos inscritos na disciplina Projeto de Graduação XI-A devem, ao final do período, fazer uma apresentação oral sobre o andamento de seu projeto. Essa apresentação deverá ser realizada em 10 minutos e terá presença obrigatória de todos os alunos matriculados na disciplina. A falta no dia de apresentação dos trabalhos deverá ser justificada formalmente junto ao Coordenador.

Ao aluno que não encaminhar o Anteprojeto no prazo estabelecido pelo Coordenador, ou não apresentar oralmente o andamento do seu trabalho perante o Coordenador e os outros alunos matriculados, será atribuído grau 0 (zero).

Quantos alunos podem participar em um projeto?

O projeto de graduação deverá ser desenvolvido individualmente. Entretanto, por sugestão do orientador e a critério do Coordenador, serão tolerados no máximo dois alunos num único projeto, desde que o mesmo tenha porte para tal. Grupos maiores somente serão autorizados pelo Conselho de Projeto de Graduação, desde que encaminhados pelo Coordenador e mediante exposição de motivos do orientador.

Quando, excepcionalmente, for autorizada a participação de mais de um aluno, os nomes deverão ser definidos na apresentação do Anteprojeto e as tarefas de cada um deles deverão ser claramente explicitadas no cronograma: todos devem participar das tarefas, evitando-se sua divisão vertical.

Quais são as normas gráficas para a monografia de projeto de graduação?
O texto de sua monografia de Projeto de Graduação deve seguir algumas regras para ser defendida e aceita pela banca. No DESC seguimos as normas da UERJ para dissertações e Teses.
As normas são complicadas, existe algum template de Projeto de Graduação?
Em breve teremos o modelo Latex disponível.
Como é a defesa de Projeto de Graduação?

Tendo concluído o Projeto, o aluno deve obter junto ao Professor Orientador a autorização para defendê-lo perante a Banca Examinadora.

Em caso de projeto conduzido por mais de um aluno, a defesa e avaliação serão individuais, podendo cada membro do grupo receber graus diferentes.

A defesa será realizada, sempre que possível, nas dependências da UERJ, em sessão pública de 30 minutos, com prazo máximo de 50 minutos de duração. Quando o projeto tiver mais de um autor, a Banca poderá determinar aumento no seu tempo de duração e a partilha entre os autores. Os apartes e interferências, durante o processo de defesa, são exclusivos da Banca e o orientador, como presidente, poderá, a seu critério, limitar o número de assistentes.

A data de defesa e a definição preliminar da composição da banca serão definidas junto ao Coordenador e divulgadas pelo DESC com antecedência mínima de uma semana.

Após a defesa, cada examinador preencherá a planilha de avaliação, atribuindo grau a cada um dos quesitos definidos: o presidente da banca computará o grau final conforme as instruções contidas na ata da defesa, considerando-se aprovado o aluno que obtiver média igual ou superior a cinco e reprovado aquele que obtiver média inferior a cinco.

Posso ser reprovado na defesa de projeto?

Sim, como toda a avaliação, todos os resultados são possíveis, mas nem tudo está perdido.

O aluno eventualmente reprovado terá nova oportunidade de defesa, em data a ser definida pelo orientador, mas que não poderá ultrapassar quinze dias da data da primeira defesa. Esta oportunidade será única e o seu julgamento deverá obedecer aos mesmos critérios já estabelecidos.

No período seguinte, o aluno reprovado deverá, desenvolver novo projeto ou aprimorar aquele em curso, a critério do Coordenador. Forçosamente, ele terá que se matricular novamente na disciplina Projeto de Graduação XI-B.

No ato da defesa, o presidente deve elaborar uma ata, na qual constará o parecer de cada examinador: Essa ata deverá ser assinada pelos componentes da banca e pelo aluno, sendo encaminhada ao Coordenador pelo presidente, num prazo máximo de cinco dias após a defesa. O Coordenador providenciará o seu arquivamento e divulgará o resultado junto ao DESC.

Como um projeto é avaliado?

O Projeto de Graduação será avaliado segundo três partes principais, Texto, Implementação e Apresentação, compostas dos seguintes itens:

  • Texto: abrangência, bibliografia adequada, correção do texto, clareza do texto, unicidade de estilo, originalidade (entendida como elaboração exclusiva dos autores), profundidade técnico-científica, e volume de trabalho.

  • Implementação: acabamento, adequação da implementação ao texto apresentado, compatibilidade com o usuário a que se destina, documentação adequada (inclusive de usuário), nível técnico-científico, originalidade (entendida como elaboração exclusiva dos autores), qualidade da interface usuário implementação e volume de trabalho.

  • Apresentação: clareza da linguagem, correção da linguagem, encadeamento da apresentação, distribuição do assunto, domínio do tema, qualidade dos recursos da apresentação, domínio da apresentação da implementação, domínio dos recursos da apresentação, postura e qualidade dos recursos da apresentação.

Cada um dos integrantes da Banca atribuirá um grau inteiro, entre zero e dez, a cada um dos tens constituintes de Texto, Implementação e Apresentação. Obter-se-á o grau final em Projeto de Graduação dividindo-se por dez a soma dos graus obtidos em Texto (peso 4), Implementação (peso 3) e Apresentação (peso 3).

Você tem alguma dica sobre a apresentação oral do trabalho?

Temos várias dicas. Aqui vão elas.

  • O objetivo principal de uma apresentação é levar a audiência a compreender, claramente, os aspectos principais da sua idéia e não TODA a idéia em seus detalhes e complexidade.

  • A audiência ficará feliz se conseguir entender a sua ideia e irritada se a apresentação for confusa, cheia de detalhes ou enfadonha. Procure vender idéias simples.

  • Uma audiência é, na maioria dos casos, composta de curiosos (muitos estudantes) e leigos; raramente possui experts. Assim, a sua apresentação deve agradar a quem sabe pouco. Os que sabem muito farão perguntas.

  • Organize sua apresentação para que ela ocupe, confortavelmente (isto é, apresentando PAUSADAMENTE), o tempo disponível, seja esse tempo meia hora ou apenas 3 minutos. Não se arrisque a ser surpreendido com um pedido para parar com duas ou três transparências ainda por apresentar.

  • As transparências devem ser SIMPLES, isto é, pouco densas, pois a mente humana capta melhor imagens simples (jamais escreva parágrafos de textos!). Não pense que é desperdício usar uma transparência inteira para apenas uma palavra. Se é essa imagem que você quer vender, é nela que você tem que investir. Por exemplo, qualquer um de nós apresentando, externamente, um trabalho desenvolvido na UERJ, deveria colocar, na primeira transparência, somente: UERJ, Departamento de Engenharia de Sistemas e Computação.

  • Procure sempre usar listas de temas (bullet list) para apresentar, discriminar, classificar, exemplificar etc, dando assim uma visão completa do problema ou do aspecto em questão. Mencione, em primeiro, todos os itens presentes na lista de assuntos e só então passe a detalhar um a um. Por exemplo:
    Minha palestra aborda o tema Inteligência Computacional. A Inteligência Computacional envolve as seguintes técnicas:

    1. Redes Neurais
    2. Algoritmos Genéticos
    3. Fuzzy Logic
    4. Sistemas Especialistas

    (continução em outro slide) Redes Neurais são modelos computacionais que imitam o … Algoritmos Genéticos são inspirados na ….

  • Ao falar, dirija-se e OLHE para a platéia. Lance a sua voz em direção à platéia, de modo a alcançar os que estão mais distantes de você. Evite olhar para o vidro do retroprojetor ou para a imagem projetada quando estiver falando. Sempre que possível, ao falar, aproxime-se ao máximo da platéia. Essas medidas têm um boRecomendações para referências bibliográficas (Fonte: Profa. Maria Clícia S. de Castro- IME)m efeito psicológico.

  • De preferência, aponte na imagem projetada na tela e não na transparência. Todos estão esperando para ver na projeção a sua mão tremendo ao tentar apontar algo na transparência. Ou pior ainda, que você dê a impressão que a caneta está “quente”, quando você procura deixá-la apontando para algo, sem segurá-la por muito tempo.

  • Procure sempre falar somente sobre aquilo e apenas aquilo que está sendo mostrado na transparência.

  • Ao terminar uma transparência, faça a conexão de assunto, antes de trocar a transparência, de modo que as pessoas possam caminhar facilmente de uma imagem para outra (como no cinema).

  • Ao começar, mencione, em um resumo (índice dos tópicos), tudo aquilo sobre o que você vai falar. Ao terminar, fale sobre tudo o que foi visto.

  • Os primeiros minutos de uma apresentação são decisivos na conquista da atenção da audiência. Capriche, principalmente, nesta etapa, para que a audiência fique até o final. Guarde para o final algum resultado para o qual você chamou a atenção no início.

Dúvidas não tão frequentes

Qual a função do Coordenador de Projeto?

O coordenador de projeto tem função diferente do professor orientador. Entre suas funçãoes estão:

  • Divulgar as normas de Projeto aos alunos matriculados nas disciplinas Projeto de Graduação XI-A e Projeto de Graduação XI-B.
  • Divulgar aos alunos as datas para entrega dos Anteprojetos, e os temas prioritários para desenvolvimento.
  • Manter contato permanente com os Professores Orientadores, acompanhando o desenvolvimento das atividades e auxiliando na solução de eventuais problemas, bem como encaminhar ao Chefe do Departamento os assuntos que julgar conveniente.
  • Definir as Bancas Examinadoras que irão atuar na Defesa dos Projetos de Graduação e as datas em que estas se realizarão.
  • Convocar o Conselho de Projetos de Graduação.
  • Aprovar os orientadores e substituí-los quando necessário.
  • Divulgar aos alunos as eventuais alterações nestas normas.
Qual a função do orientador?

Além de orientar o aluno no projeto, é claro, o orientador também tem outras funções:

  • Formalizar sua indicação como Professor Orientador, mediante o seu de acordo e assinatura no Anteprojeto.
  • Autorizar formalmente a apresentação do projeto de graduação e consequente pretensão do aluno em defendê-lo perante a Banca Examinadora.
  • Orientar e definir o escopo do projeto, de modo que ele venha representar acréscimo de conhecimento para o autor e possa ser concluído dentro do prazo especificado.
  • Orientar o trabalho dos alunos, desde a etapa de encaminhamento do Anteprojeto até a sua conclusão, inclusive, auxiliando na elaboração de um cronograma de desenvolvimento.
  • Recorrer ao Coordenador sempre que julgar necessário para o bom andamento dos trabalhos. Encaminhar ao Coordenador os graus relativos à avaliação do desempenho do aluno no período.